Twitter: Elon Musk pretende extinguir o home office

Além disso, o novo dono da big tech também quer demitir cerca de 3,7 mil funcionários

Os cortes têm como objetivo reduzir os custos da companhia | Foto: Divulgação

O bilionário Elon Musk planeja demitir cerca de 3,7 mil funcionários do Twitter segundo reportagem da agência de notícias Bloomberg. O número representa metade da força de trabalho da companhia, que foi oficialmente adquirida pelo dono da Tesla na semana passada.

Os cortes têm como objetivo reduzir os custos no Twitter, ao mesmo tempo em que a empresa sob nova direção faz um esforço em aumentar a receita da companhia, que também planeja implementar a cobrança de uma assinatura de US$ 8 mensais para usuários com o selo de verificado.

Além disso, Musk pretende revogar a política interna de “trabalhe de qualquer lugar”, forçando os funcionários restantes a retornar ao escritório.

Na semana passada, uma reportagem do jornal Washington Post afirmava que Musk declarou a investidores que pretendia demitir 75% dos funcionários do Twitter, deixando cerca de 2 mil funcionários na companhia.

Ao comprar a plataforma digital, o primeiro ato de Musk foi demitir a maior parte dos executivos do alto escalão da companhia, incluindo o presidente executivo Parag Agrawal. Além disso, na semana que vem, a empresa deve sair da Bolsa norte-americana, tornando-se uma companhia privada.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.