Palmeiras ‘joga por música’, dá show e goleia Fortaleza em noite de festa

Já consagrado hendecacampeão brasileiro, o Palmeiras ‘jogou por música’ e deu show no Allianz Parque. Atuando em altíssimo nível, o time de Abel Ferreira goleou o Fortaleza por 4 a 0, na noite de hoje, em duelo da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, e encerrou com chave de ouro o dia de festa para os torcedores. Ainda no primeiro tempo, abastecidos pelo ‘maestro’ Gustavo Scarpa, os ‘baixistas’ Rony e Dudu abriram a contagem para os mandantes — que atordoaram a vida (e os ouvidos) do goleiro Fernando Miguel a cada gol marcado. Na etapa final, Rony voltou a balançar as redes, e a nova estrela Endrick ainda teve tempo de fechar o espetáculo.

Com o resultado, a equipe paulista alcançou os 77 pontos e, agora, está há 20 jogos — e há exatos quatro meses — sem perder na competição nacional. O Fortaleza, por outro lado, estacionou na décima posição na tabela, com 48 pontos, e ficou mais longe de uma vaga na próxima edição da Libertadores. Os palmeirenses voltam a campo no domingo (6) para enfrentar o Cuiabá, fora de casa. No mesmo dia, o Fortaleza recebe o Atlético-GO — ambos os jogos acontecem pelo próprio Brasileirão.

Atuação do Palmeiras: jogo digno de campeão Desde que Wilton Pereira Sampaio autorizou o início da partida, o time de Abel fez valer o hino do clube e mostrou que tem uma “linha atacante de raça”. Abastecidos por um Scarpa inspirado, Dudu, Rony e Endrick brilharam e infernizaram a vida dos defensores do Fortaleza. Não deu outra: em pouco mais de 30 minutos, o Palmeiras já havia feito 2 a 0. O placar ainda foi ampliado na etapa final: Rony fez mais um, e Endrick inaugurou sua trajetória de gols no Allianz. Quem foi bem no Palmeiras: Dudu pela direita e Rony, pela esquerda. Além dos belos gols, ambos “alargaram” o campo permitindo a Scarpa, Zé Rafael e Endrick entrarem pelo meio. Para coroar, Dudu fez um golaço por cobertura e deu uma assistência, e Rony balançou a rede duas vezes.

Quem foi mal no Palmeiras: Danilo destoa Mais uma vez, o ótimo volante do Palmeiras não conseguiu render o seu melhor dentro de campo. Não que tenha ido mal ou comprometido em algum lance capital, mas esteve abaixo dos colegas e ganhou o “prêmio” por eliminação. Depois de ótimo primeiro semestre, perdeu o ritmo de desempenho assim que foi convocado para a seleção brasileira, ainda em junho. Qualidade, ele já mostrou que tem: que o próximo ano faça ressurgir o seu futebol.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.