O que é pior do que a inflação? Depressão + Inflação

Se os “mercados” controlados pelos ricos puderem distribuir bens essenciais, o resultado será a desordem civil e a derrubada de regimes.

O que é pior do que a inflação? Depressão + Inflação. E é para lá que estamos indo.  Como expliquei ontem em  The Fed Can’t Stop Supply-Side Inflation , os bancos centrais estão tentando reduzir a inflação esmagando a demanda. Isso funciona em épocas de abundância, mas não em épocas de escassez em que as restrições de oferta impulsionam a inflação.

Se os POUCOS itens essenciais – alimentos, energia e água potável – forem limitados à oferta, o aperto monetário não reduzirá a inflação.  Aumentar as taxas de juros para esmagar a demanda não aumentará a oferta, apenas exacerbará a desigualdade desestabilizadora de quem se satisfaz (os ricos) e quem não (todos os outros).

A escassez de alimentos causada pela seca e outros extremos climáticos não impedem que os humanos fiquem com fome, nem as depressões criadas pelo banco central.

E a Depressão é o que teremos se os bancos centrais continuarem perseguindo seu diagnóstico errôneo fatal da causa e da correção da inflação.  Os bancos centrais podem desencadear uma Depressão elevando as taxas e apertando as condições financeiras, mas isso não acabará com as necessidades da humanidade pelos itens essenciais, subindo de preço devido à escassez.

Os bancos centrais esmagando a demanda também não reduzirão os salários, pois os trabalhadores precisam de um salário digno ou não há sentido em aparecer.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.