Ministro da Saúde faz apelo para famílias vacinarem crianças contra a paralisia infantil

Apenas 46% do público já recebeu o imunizante, o que põe em risco a erradicação da doença no país

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Preocupado com a baixa procura das famílias pela vacina contra a paralisia infantil, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a fazer o apelo para que as famílias procurem os postos de saúde para garantir a imunização das crianças e evitar que a doença retorne ao Brasil. O Estado da Paraíba tem a menor adesão até agora da atual campanha de multivacinação, iniciada em agosto. Apenas 46% das crianças já tomaram a vacina contra a paralisia infantil. Foi também na Paraíba que foi registrado o último caso da doença no Brasil, em 1989. Entretanto, há risco da doença por causa da baixa procura pela vacina, como aconteceu com o sarampo, que foi reintroduzido no país em 2009 por conta do fato das pessoas se sentirem seguras e não procurarem os postos de saúde para tomar a vacina, como explica o ministro. “A medida que as pessoas se sentem protegidas, elas se esquecem que a proteção vem da prevenção. E, no caso dessas doenças evitáveis por vacina, são as vacinas [que previnem]. Nós não podemos deixar que isso aconteça”, declarou.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.