Justiça do RJ ouve homem que atirou fezes em comício de Lula na próxima semana

André Dimitriu Alves de Brito segue preso desde o mês de julho, quando foi acusado de lançar uma bomba caseira contra um ato do ex-presidente

Lula permanece em primeiro lugar em todas as pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2022

Está prevista para acontecer no próximo dia 12 de setembro a primeira audiência do caso em que um homem foi acusado de lançar uma bomba caseira contra um ato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Cinelândia, região central do Rio de JaneiroAndré Dimitriu Alves de Brito segue preso desde o mês de julho, quando aconteceu o ocorrido. Ele foi levado pelos agentes de segurança para a delegacia e teria dito que agiu voluntariamente porque estava incomodado e insatisfeito com o que chamou de “nociva polarização” da política brasileira. Vários pedidos de habeas corpus já foram negados, mas a defesa nega que ele tenha lançado o artefato e espera o relaxamento da prisão após a primeira audiência. O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro aguarda dados da quebra do sigilo telefônico de André Dimitriu para definir uma posição e por enquanto a promotoria tem se baseado em relatos de testemunhas e imagens de circuitos de segurança e de trânsito da Cinelândia.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.