IPC-S, índice de inflação medido pela FGV, recua 1,19% em julho

Gasolina e passagens aéreas puxaram baixa no indicador; cinco de oito categorias arrefeceram

Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) recuou 1,19% em julho, indicou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na semana anterior, o IPC-S marcava queda de 0,44% no mês e, em junho, o resultado foi de aumento de 0,67%. O indicador acumulou inflação de 8% nos 12 meses até julho, menor do que o avanço de 10,31% no período até maio. O indicador serve como medida da inflação no Brasil – mas a oficial é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Cinco dos oito componentes do índice arrefeceram entre a terceira quadrissemana de julho e a última. A maior baixa foi no grupo Transportes, cuja taxa de variação passou de -2,88% para -4,81%, puxada pela gasolina (de -8,61% para -14,24%). Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (-1,31% para -4,06%), Habitação (-0,37% para -0,70%), Alimentação (1,50% para 1,34%) e Vestuário (0,59% para 0,47%). Nestas classes de despesa, as quedas foram nos itens: passagem aérea (-6,92% para -19,81%), tarifa de eletricidade residencial (-3,51% para -5,13%), frutas (5,90% para 4,85%) e roupas femininas (0,37% para 0,04%). Em contrapartida, os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,25% para 0,45%), Comunicação (-0,18% para -0,09%) e Despesas Diversas (0,28% para 0,30%) apresentaram avanço em suas taxas de variação.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.