Equipe de Lula quer gastar R$ 136 bilhões a mais em 2023

Revelação é do integrante da transição de governo e ex-ministro do Planejamento e da Fazenda Nelson Barbosa

Em entrevista recente, Lula relativizou o teto de gastos | Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert

A equipe de transição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pretende gastar R$ 136 bilhões a mais em 2023, “sem elevar despesas em relação a 2022”. A declaração é do integrante da transição de governo e ex-ministro do Planejamento e da Fazenda Nelson Barbosa.

Barbosa disse que, segundo o relatório de Orçamento mais recente divulgado para neste ano, o governo Jair Bolsonaro (PL) deve gastar o equivalente a 19% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022. Para 2023, de acordo com o ex-ministro, a proposta de Orçamento que tramita no Congresso prevê porcentual significativamente menor — 17,6% do PIB. A diferença entre os porcentuais, alegou Barbosa, indica a possibilidade de gastar R$ 136 bilhões no ano que vem — sem interferir na proporção gasto/PIB.

“Significa que, caso você adicione até R$ 136 bilhões em gastos no Orçamento do ano que vem, em termos do tamanho da economia, não será expansão fiscal”, observou o ex-ministro, nesta segunda-feira, 21, no Centro Cultural Banco do Brasil. “O gasto será igual ao efetivamente feito no último ano do governo Bolsonaro.”

O valor do espaço para elevar gastos públicos em 2023 representa aproximadamente 70% dos R$ 198 bilhões previstos na PEC da Gastança.

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.

Confira as notícias de hoje, fatos da política, economia e internacional, no maior Portal de Notícias do Brasil e do Mundo.